Materias Técnicas ‹‹ Voltar

Silvicultura
Unidade 1 – INTRODUÇÃO À SILVICULTURA APLICADA
(23/02/2009)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS


Organizadores:
Prof. Dr. nat. techn. Mauro Valdir Schumacher
Engª. Ftal. M.Sc. Francine Neves Calil
Engº. Ftal. M.Sc. Hamilton Luiz Munari Vogel
Santa Maria, maio de 2005.


IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA, SOCIAL E ECONÔMICA DAS FLORESTAS.

O patrimônio florestal brasileiro é constituído de aproximadamente 566 milhões de hectares de florestas, que ocupam 67% da superfície do país, equivalendo a 3,76 hectares por habitante. A atividade florestal representa 2,2% do PIB e foi responsável pelorecolhimento de R$ 2 bilhões de impostos em 1996. A madeira produzida em reflorestamentos é utilizada por empresas de base florestal, na forma de madeira serrada e para produzir compensados, aglomerados, lâminas de madeira, chapas de fibra, celulose e papel.
O aumento das populações, aliado às mudanças do ambiente impostas pelo homem, exerce grandes pressões sobre a atmosfera, ocasionado diferentes impactos sobre o ar e também sobre a natureza, especialmente recursos florestais que proporcionam múltiplas utilizações para o homem.
De acordo com FAO 1 (2005) a proteção e a boa manutenção das florestas são fundamentais para reduzir a fome e a extrema pobreza no mundo. Destaca a contribuição das florestas para alcançar as metas de desenvolvimento, que abrangem a redução pela metade, até 2015, da fome e da pobreza do mundo.
Cerca de 240 milhões de pessoas pobres que vivem em áreas florestais dependem da proteção das florestas e da indústria que geram, que se consolidou como “uma das áreas fundamentais para a economia mundial”, pois
representa cerca de 3% do comércio do planeta.
As florestas são de vital importância para a sustentabilidade do meio ambiente e a conservação dos recursos naturais, pois diminuem as mudanças climáticas, melhoram os ambientes urbanos, promovem a produtividade do terreno e protegem recursos marítimos e litorâneos.
É incontestável que sem as florestas a manutenção do meio ambiente, em especial os recursos hídricos para abastecimento das cidades, onde vive a maioria da população, é impossível. O desmatamento incontrolado e insano levará fatalmente ao desabastecimento de água e a formação de soloimprodutivo para a produção.

BENEFÍCIOS INDIRETOS E DIRETOS DA FLORESTA

Os benefícios diretos da floresta são os seus produtos úteis ao homem, como madeira, resinas, óleos essenciais, plantas medicinais, frutos e mel. Os benefícios indiretos são os serviços que as árvores ou florestas prestam ao homem, como conseqüência das “influências florestais”.
Os benefícios indiretos são em grande número, contribuindo para a conservação dos solos, o controle dos ventos, a qualidade de vida do homem nas cidades, a redução do risco de enchentes, a redução da poluição do ar e da água, a polinização, o controle biológico, entre outros.
Os benefícios indiretos geralmente são pouco percebidos pelas pessoas e tornam-se mais apreciados somente quando escasseiam e as conseqüências indesejáveis aparecem.


BENEFÍCIOS INDIRETOS DA FLORESTA:
􀂾 Liberação de oxigênio e seqüestro de carbono;
􀂾 Redução da poluição do ar;
􀂾 Proteção contra ruído;
􀂾 Quebra-ventos;
1 Retirado de www.abientebrasil.com.br em 03/05/2005.




Fonte: 100


‹‹ Voltar
Página Inicial  |   Apresentação  |   Ajuda  |   Fale Conosco Portal Madeira Total © 2011 | Desenvolvido por Hampla Internet